[ editar artigo]

Aprendendo novos movimentos

Aprendendo novos movimentos

As crianças possuem um potencial de desenvolvimento para atingir o estágio maduro da maior parte das habilidades fundamentais (correr, pular, arremessar, apanhar, chutar) por voltar dos 6 anos. As habilidades são aprendidas primeiramente de forma separada e depois de forma combinada.

O desenvolvimento de um padrão de movimento, não pode ser visto apenas como sendo feito de maneira mais ou menos complexa, e sim, nas diferentes situações em que ele é exigido.  O desenvolvimento das habilidades motoras fundamentais é o básico para o desenvolvimento motor das crianças.

Uma grande variedade de experiências motoras fornece às crianças uma abundância de informações que são a base das percepções que elas têm de si mesmas e do mundo que as cerca.

Se falamos um pouco do que é necessário para o aprendizado de novos movimentos, como será que estes movimentos aprendidos e treinados são dificilmente esquecidos?

Existem três estágios que podem explicar um pouco mais.

Seguindo a Teoria do Desenvolvimento Motor de Gallahue e Ozmun (2005), os três estágios próprios da fase motora especializada são:

  • Estágio de transição;
  • estágio de aplicação;
  • estágio de utilização permanente.

1) Estagio de transição é quando o indivíduo começa a aprender as primeiras tentativas em combinar padrões motores diferentes para um movimento especifico. Ex.: arremesso de uma bola de basquete no aro.

2) Estágio de aplicação o indivíduo passa a dar ênfase em melhorar uma habilidade já conhecida. Nesta fase o treinamento é fundamental para atingir níveis superiores de habilidade. Ex.: realizar uma bandeja no basquete, na qual deve se misturar a passada específica mais o arremesso na tabela.

3) Estágio de utilização permanente é quando o indivíduo passa a escolher somente algumas atividades na quais ele tem mais habilidade, ele pode participar de modo competitivo ou recreativo. Ex.: ele já adquiriu um bom padrão de movimento do arremesso do basquete, e tem a preferência por praticar este esporte em decorrência aos outros.

As crianças tem a capacidade de absorver muita informação em pouco tempo, e quanto mais a informação é reforçada e aprimorada, melhor elas se saem tanto nas atividades recreativas, quanto nas esportivas.

Um grande abraço e até a próxima!

 

Interação Fitness
Marcos Iubel
Marcos Iubel Seguir

Bacharel em Educação Física e pós-graduado em TEA. Atuando há mais de 10 anos com o público infantil, seja dentro d'água ou no treinamento funcional.

Ler matéria completa
Indicados para você