[ editar artigo]

CONHEÇA OS 4 PRINCIPAIS APARELHOS DE PILATES

CONHEÇA OS 4 PRINCIPAIS APARELHOS DE PILATES

Joseph Pilates, criador do Método que leva seu nome, foi um autodidata. Ele estudou anatomia, fisiologia, biomecânica, fundamentos da medicina oriental, dentre outros assuntos. Sempre obcecado em superar suas próprias limitações, criou o Método Pilates e aparelhos que, apesar de rústicos, eram bem inovadores na época.

Abaixo apresento os quatro principais aparelhos utilizados no Método Pilates, aqueles que não podem faltar em qualquer estúdio.

Cadillac

O aparelho mais querido do Método é grande, imponente e oferece infinitas possibilidades de adaptação e evolução. Joseph Pilates o comparou ao carro que, na época, era o sonho de consumo de qualquer um. Algumas linhas do Pilates o chamam também de trapézio por sua estrutura que permite exercícios aéreos tais como os do trapézio no circo. Pelo seu formato parecido com o de uma cama, muitos pensam que o Cadillac foi projetado para ter um repertório de movimentos mais fácil e predominantemente na posição deitada. Isso não é verdade! 

Joseph pensou esse aparelho em meados de 1914, quando esteve exilado em campo de concentração da Inglaterra, na 1ª Guerra Mundial. Na época, adaptou molas às macas com o intuito de reabilitar os feridos de guerra acamados, mas depois o aperfeiçoou, e o utilizava também para treinar os movimentos do Reformer em uma base estável.

Seu formato permite movimentar-se com conforto, estabilidade e segurança. A ampla possibilidade de ajustes ergonômicos para as molas promove maior adaptação a qualquer tipo de público. A grande estrutura metálica também permite a execução de exercícios suspensos, usando o peso do próprio corpo ou não, para um perfil de cliente mais avançado.

Sendo assim, o Cadillac nos oferece uma imensa variedade de movimentos dentro do repertório de exercícios, conta com possibilidade de adaptações e muito espaço para a prática avançada.

Reformer

Aparelho mais utilizado do Método em todo o mundo é fundamental em qualquer studio. Nos Estados Unidos e Europa é comum encontrar studios com vários Reformer’s posicionados lado a lado nos quais alunos fazem aulas em grupo.

Assim como o Cadillac, o projeto do Reformer também se deu na 1ª Guerra Mundial. J. Pilates acreditava que poderia “reformar” as pessoas com esse equipamento tão versátil.

Na versão original, o Reformer é composto por uma unidade móvel sobre trilhos que utiliza a resistência de 4 molas com a mesma tensão. Atualmente, os modelos vendidos são compostos por 5 molas cuja tensão varia bastante. 

Apesar de o “carrinho” oferecer instabilidade, o Reformer é um aparelho bem democrático, pois com os devidos ajustes, pode ser utilizado por qualquer indivíduo. Com vasto repertório de exercícios, é possível atender às necessidades de todos com movimentos que vão do iniciante ao avançado aumentando o grau de complexidade.

Chair

A primeira versão da Chair criada por Joseph Pilates foi a High Chair, chamada por ele de “Reformer na vertical”. Projetada a partir de uma cadeira de rodas na qual foi colocado um pedal móvel com duas molas para resistência, tem encosto e alças para as mãos. A intenção de Joe Pilates era que as pessoas pudessem se exercitar em casa, sentadas, lendo um livro e até mesmo durante as refeições.

A Wunda Chair é uma evolução da High Chair e, atualmente, é a forma mais utilizada deste equipamento. Nesse formato foi tirado o encosto conferindo ao equipamento versatilidade no que diz respeito à variedade de exercícios e decúbitos. A versão clássica é super desafiadora, pois lhe foram tiradas as handles ou poles e o pedal com apenas duas molas foi mantido.

A Chair contemporânea possui quatro molas que permitem um trabalho mais personalizado, visto que é possível variar mais a carga conferindo assistência ou resistência do pedal. Os tamanhos do assento, do pedal e até mesmo a altura do aparelho variam de acordo com a marca do aparelho.

Ladder Barrel

A teoria acerca do surgimento do Barrel diz que Joe Pilates, como bom alemão, adorava cerveja. Na época, as cervejas eram entregues em barris e, ao ver um barril vazio, Pilates viu uma oportunidade de utilizar essa estrutura. Ele o usou para inventar uma nova peça de equipamento para exercícios: o Barrel, que foi usado ​​na prática dele para trabalhar a flexão e extensão da coluna contra a gravidade.

Ladder Barrel, ao pé da letra significa ”Barril Escada” e consiste em alguns degraus como o de uma escada, e uma superfície arredondada como um barril. Esse é o único aparelho do grupo que não trabalha com molas tendo em vista que o maior objetivo é o trabalho de alongamento e mobilidade articular. O barril, com sua forma arredondada, ajuda a isolar os músculos posturais profundos desafiando o corpo a se manter forte e flexível em todo o repertório.

Este equipamento nem sempre é citado nos cursos de formação e seu uso, bem como o repertório de exercícios acaba ficando obscuro. Atualmente, ele é principalmente utilizado para reabilitação e tratamentos posturais, mas também pode ser utilizado para a melhora do condicionamento físico.

Sobre esses quatro aparelhos é possível realizar uma incrível diversidade de movimentos, adaptando ou tornando mais complexo quando necessário. Vale salientar que as medidas dos aparelhos e qualidade do material varia consideravelmente de acordo com a marca que o produz, tal qual seu valor de mercado.

Espero que tenham gostado de conhecer um pouco mais sobre o Pilates! Até a próxima!

 

 

 

*Os textos produzidos pelo colaborador não expressam, necessariamente, a opinião dos outros participantes da comunidade, sendo 100% de responsabilidade do autor.

Interação Fitness
Luiza Queiroga
Luiza Queiroga Seguir

Fisioterapeuta especializada em ortopedia, traumatologia e desportiva, co-founder do Hama Pilates.

Ler conteúdo completo
Indicados para você