[ editar artigo]

Treinador ou Psicólogo

Treinador ou Psicólogo

Não é apenas na corrida que brincamos algumas vezes: “Sou mais psicólogo do que técnico!”. E isso é a maior verdade quando falamos de treinadores, personal trainers e professores de qualquer modalidade. E não há como ser diferente.

Primeiro de tudo porque acabamos criando um vínculo de confiança enorme muitas vezes e somos vistos como um porto seguro para a pessoa e em algumas situações, até para sua família.

Em segundo lugar nós devemos sim fazer esse papel, uma vez que o desempenho esportivo na modalidade está diretamente relacionado com a situação mental do atleta. Temos aqueles atletas que tem um controle absurdo sobre suas emoções, porém estes compõe a minoria, e temos aqueles que utilizam diversas ferramentas para escapar da intensidade proposta em treinos, ás vezes até não realizando o proposto.

Muitas vezes isso acontece com iniciantes. Aqueles que mais precisam de entendimento e motivação são em sua maioria os que precisam de mais atenção e suporte “psicológico” de nós treinadores. O início de qualquer atividade parece arrastado, com uma sensação ímpar, de que nunca haverá adaptação. Se vou treinar musculação, são as dores musculares que persistem em nos acompanhar; se inicio na corrida, correr algumas quadras pode parecer infinito, e é apenas com disciplina militar e regularidade que conseguiremos gerar adaptação e progressão.

Ai que entra nossa mágica como treinadores. Precisamos saber quem podemos “apertar” e exigir mais em tom de cobrança e quem precisa daquele “carinho” a mais para engatar na atividade. Essa percepção não é aprendida em livros, e não pode ser comprada no mercado. Ela é aprendida com as diversas situações que nos deparamos no dia a dia dos treinos, e desenvolvendo essa habilidade saberemos conduzir os atletas, sejam eles iniciantes ou avançados, para que tenham melhores resultados, maiores conquistas e principalmente melhorias na qualidade de vida.

Para finalizar, deixo claro minha admiração e respeito a todos os psicólogos que trabalham com isso. De maneira nenhuma o texto tem caráter de soberba ou de tomar posse de outra profissão. Apenas analisar uma das características que devemos desenvolver, inclusive, muitas vezes com o auxílio desta outra profissão, para que possamos sempre evoluir multidisciplinarmente e colher os melhores resultados possíveis!

Ótimos treinos!

Interação Fitness
Leonardo Pontarolli
Leonardo Pontarolli Seguir

Prazer, sou louco por corrida! Atleta amador de Corrida de Rua, Trail e Triathlon há 16 anos. Formado pela Universidade Federal do Paraná, especialista em Atividade Física e Saúde e Coordenador da 4Run Assessoria desde 2010.

Ler matéria completa
Indicados para você