[ editar artigo]

Aumente a distância de segurança em atividades físicas ao ar livre!

Aumente a distância de segurança em atividades físicas ao ar livre!

Quem veio a este texto em busca de mais um combustível para incendiar suas redes sociais, sinto muito mas infelizmente não será agora. Estamos aqui para debater algumas informações muito importantes quanto a prática de exercícios neste período de COVID-19.

Não entraremos no mérito do certo ou errado pois existem diversas opiniões quanto as questões de sair ou não de suas casas, mas debateremos um novo estudo recente com indicadores essenciais para manter-se seguro durante algumas atividades.

Um estudo realizado por duas universidades, uma holandesa (Eindhoven University of Technology) e uma belga (KU Leuven) publicou novas orientações quanto a realização dos exercícios mais comuns ao ar livre: caminhada, corrida e ciclismo.

O estudo foi realizado por engenheiros destas universidades e tem como foco principal e análise o VÁCUO gerado pelos praticantes durante o exercício. Para quem não sabe, o vácuo nada mais é do que um “cone” de ar formado atrás da pessoa em movimento.

O vácuo é muito utilizado em alguns esportes como corrida e principalmente ciclismo por ter um papel de “quebrar” o contato direto com o ar ou vento, facilitando assim o desempenho.

Então vamos cruzar algumas informações. Lembramos em primeiro lugar que as orientações podem variar de país para país e internamente de Estado para Estado.

As autoridades e principais órgãos mundiais orientam da importância em se manter saudável e ativo, portanto permitindo atividades físicas ao ar livre e sem aglomerações, sendo as mais escolhidas atividades como caminhada, corrida e ciclismo.

E as primeiras orientações de distanciamento inicial davam conta de que 1,5m a 2m de distância de uma pessoa para outra seriam suficientes para manter todos em segurança. Porém, analisando o estudo publicado, podemos afirmar que a distância de segurança anteriormente prevista, hoje já não é mais suficiente e não nos coloca em segurança quando falamos de exercícios ao ar livre.

Isso devido ao fato de que, ao realizarmos atividades em movimento, nossas partículas de saliva e respiratórias ficam no ar, levando certo tempo até de dissiparem.

As novas distâncias orientadas pelo estudo para prática de exercícios físicos são de:

  • CAMINHADA: 5 metros
  • CORRIDA: 10 metros
  • CICLISMO: 20 metros

E essa distância aumentada dá-se pelo vácuo gerado após o praticante passar por determinado local. Importante prestar atenção sempre no ponto futuro quando estiver praticando sua atividade. Ao visualizar uma pessoa a frente, procure sempre ultrapassá-la o mais longe possível lateralmente, evitando assim possível contato com o vácuo da mesma.

Evitar locais em que haja prática de exercícios de maneira cíclica, como parques, pistas e similares também é fator importante a ser pensado.

Assim, nosso cuidado torna-se obrigatoriamente muito maior ao realizar atividades, sendo imprescindível realiza-las o mais afastado possível de outras pessoas.

Evitar Parques e praças, procurar ruas e locais mais desertos e evitar qualquer contato ainda é a alternativa mais eficiente no combate ao contágio do Coronavírus.

Então é isso! Evite ao máximo o contato com pessoas, faça o uso de máscaras e respeite as orientações locais quanto à prevenção neste momento de pandemia Mundial.

Distantes sim, sozinhos NUNCA!

Interação Fitness
Leonardo Pontarolli
Leonardo Pontarolli Seguir

Prazer, sou louco por corrida! Atleta amador de Corrida de Rua, Trail e Triathlon há 16 anos. Formado pela Universidade Federal do Paraná, especialista em Atividade Física e Saúde e Coordenador da 4Run Assessoria desde 2010.

Ler conteúdo completo
Indicados para você