[ editar artigo]

O QUE É PILATES FUNCIONAL?

O QUE É PILATES FUNCIONAL?

Antes de falar sobre o Pilates Funcional é preciso entender o significado de força funcional, que de acordo com o American College of Sport Medicine, é o trabalho realizado contra uma resistência de tal forma que o benefício esteja diretamente ligado à execução de atividades da vida diária (AVD’s) e/ou movimentos associados ao esporte.

Para que um treino seja considerado treinamento funcional deve contemplar exercícios selecionados tendo como critério a funcionalidade e, segundo Júlio Brito (2019), atender adequadamente às seguintes características:

  • Individualidade biológica;

  • Especificidade;

  • Sobrecarga;

  • Adaptação;

  • Supercompensação;

  • Progressão;

  • Variação;

  • Transferência.

O treinamento funcional é composto por exercícios funcionais, mas o mesmo exercício pode ser funcional para o aluno A e não ser para o aluno B. Cabe ao instrutor analisar as características das AVD’s de cada um e definir o melhor repertório de movimentos conforme as limitações e objetivos de cada indivíduo.

Para traçar um programa de Pilates que atenda às demandas do aluno, deve-se avaliá-lo previamente para compreender o que ele precisa, quais as suas dores e limitações e que exercícios devem ser trabalhados para melhorar a biomecânica e qualidade dos seus movimentos. Que atividades ele pratica no dia-a-dia? De faxina a golf, as respostas podem variar tanto que seria irresponsável utilizar o mesmo repertório para todos os casos.

Alguns estúdios, por exemplo, oferecem aulas que utilizam os movimentos de Pilates de forma ritmada, mesclando com exercícios aeróbicos com o objetivo de aumentar a frequência cardíaca do aluno. Genericamente, definem essa prática como “Pilates Funcional”. O Método Pilates, porém, pode ser dito funcional apenas quando o instrutor utiliza em seu repertório exercícios funcionais para as atividades de vida diária ou esporte praticado por aquele aluno especificamente. Nesse caso, se ele precisa de um trabalho cardiovascular, está correto. Senão é um grande equívoco chamar esse treino de funcional.

6 princípios do Método Pilates são:

  1. Concentração;
  2. Centralização; 
  3. Precisão; 
  4. Respiração;
  5. Controle;
  6. Fluidez.

O atendimento personalizado de Pilates que tenha foco na qualidade dos movimentos e correção de possíveis compensações daquele indivíduo, sem esquecer dos 6 princípios pode ser chamado de Pilates Funcional.

Talvez seja apenas um erro de conceito e/ou nomenclatura e não de execução. Menos mal, mas sejamos sensatos, pois quanto mais forem propagadas informações equivocadas menos credibilidade teremos. É preciso se atentar às definições e fundamentar cientificamente sua prática para traçar com segurança o trabalho e estímulo desejados.

Até a próxima!

Interação Fitness
Luiza Queiroga
Luiza Queiroga Seguir

Fisioterapeuta, sócia do Hama Pilates e Neopilates.

Ler matéria completa
Indicados para você