[ editar artigo]

Treino ao ar livre: uma ótima opção!

Treino ao ar livre: uma ótima opção!

Que o exercício físico é importante, você já sabe. Porém, mesmo sabendo, é muito comum vermos o cenário de quem começa a praticar exercícios e desiste depois de algumas semanas.

Pra você ter ideia, em média 50% das pessoas que iniciam na prática esportiva desistem nos primeiros seis meses. Se olharmos para o ambiente das academias, essa taxa cai para três meses.

Ou seja, começar é fácil, o difícil é dar continuidade. Um exemplo é o que vimos nos últimos meses, onde a necessidade de buscar atividades que aliviassem a tensão e o stress da pandemia fez muitas pessoas iniciarem a prática de exercícios, inclusive dentro de casa. Porém agora que a rotina está aos poucos sendo retomada, muitos já abandonaram a prática e estão retornando ao estilo de vida inativo, mas como fazer para mudar isso?

Como aumentar a aderência a uma rotina de exercícios?

A aderência a um programa de exercícios depende basicamente de dois aspectos: resultado e bem–estar.

  • Resultado refere-se ao produto final do treinamento: emagrecer, hipertrofiar, condicionar, ganhar força, etc.
  • O bem-estar refere-se ao conjunto de sensações e emoções que o indivíduo percebe antes, durante e após o exercício.

Acontece que quando comparamos os dois aspectos, percebemos que um responde de forma crônica enquanto o outro responde de forma mais aguda. O resultado é uma resposta crônica, depende do processo. Ninguém emagrece ou ganha músculo de um dia para o outro. Leva-se tempo para começar a perceber os resultados.

Já o bem-estar é agudo. Uma única sessão de treino pode muito bem aumentar a sensação de bem-estar e aliviar consideravelmente o stress devido à resposta hormonal gerada.

Ou seja, para que o indivíduo possa ter resultados, ele precisa de tempo se exercitando e para que ele se mantenha durante esse tempo se exercitando ele precisa sentir-se bem. E é aqui que o exercício ao ar livre apresenta uma vantagem.

Um estudo muito legal de 2014 se preocupou em investigar essas questões do âmbito do bem-estar e comparou dois programas semelhantes de treinamento realizados em dois ambientes diferentes: um indoor (em um espaço amplo, porém fechado) e outro outdoor (em um parque). Foram verificadas as repostas sobre a aderência ao exercício, afetividade e sintomas de depressão.

Após 12 semanas de intervenção, com treinos realizados 3x por semana, o grupo que treinou ao ar livre apresentou maiores respostas nas valências afetivas, maior nível de tranquilidade e bem-estar pós-exercício, maior aderência ao exercício, diminuição dos sintomas de depressão e aumento do nível de atividade física.

Detalhe, o estudo foi realizado com mulheres com idade média de 60 anos.

Os autores apontam que o contato com o ambiente natural propicia respostas afetivas positivas, que vão interferir diretamente na adesão ao programa de exercícios. E com maior adesão projetam-se melhores resultados.

Está com dificuldade de manter-se ativo? Treine ao ar livre, aumente sua resposta afetiva com o exercício e colha resultados. Faz bem pra sua saúde, faz bem pra você.

Grande abraço e até a próxima.

 

*Os textos produzidos pelo colaborador não expressam, necessariamente, a opinião dos outros participantes da comunidade, sendo 100% de responsabilidade do autor.

Interação Fitness
Jhomyr Modesto
Jhomyr Modesto Seguir

Personal Trainer (CREF 022900-G/PR) graduado pela Universidade Tecnológica Federal do Paraná. Desde 2011 atuo no segmento do fitness, especificamente com treinamento funcional e corrida de rua.

Ler conteúdo completo
Indicados para você