[ editar artigo]

20 DICAS PARA VOCÊ TRAZER MAIS QUALIDADE AO TREINO DO SEU CLIENTE.

20 DICAS PARA VOCÊ TRAZER MAIS QUALIDADE AO TREINO DO SEU CLIENTE.

Na eterna busca por um treino "perfeito", muitos detalhes fundamentais são deixados de lado. Vários fatores podem estar atrapalhando no desenvolvimento do seu cliente, como: rotina de trabalho, intensidade desproporcional, estímulos repetitivos, desmotivação, e até mesmo senso comum na hora de criar toda periodização.

Hoje vou tentar lhe ajudar de forma clara e simples sobre algumas características que possam estar passando despercebidas pela anamense ou feedback do cliente, podendo assim, realizar uma boa "atualização" nas rotinas de treinos da sua carta de clientes. 

1 – Procure Identificar exercícios que possam machucar seu cliente. 

Jamais ignore pequenos desconfortos que ocorrem sempre nos mesmos exercícios e articulações do seu cliente. Isto pode piorar conforme a carga ou volume de treino aumentam, e conseqüentemente afastar (ou perder) um cliente.

2 – Converse sobre objetivos CDP (claro, definido e palpável). 

É muito improvável que seu cliente ganhe 15kg de massa muscular em 2 meses, perca 30kg de gordura corporal em 3 semanas e participe de um campeonato de levantamento de peso ao mesmo tempo. Procure estabelecer um objetivo dentro da atual realidade do seu cliente e concentrem-se nisso.

3 – Não construa treinos para os outros, mas sim para o seu cliente.

Procure desenvolver treinos baseados em evidências cientificas e proporcionais aos objetivos do seu cliente. "Invencionismos" só atraem atenção negativa e podem colocar seu cliente em risco.

4 – Intensidade é ciência. 

Não estou falando para tratar seu cliente como um atleta profissional, mas precisa sim, aumentar a intensidade do treinamento para um desenvolvimento significativo.

5 – Seu cliente está sem tempo para treinar? Use treinos metabólicos. Simples!  

O seu cliente tem apenas 30 minutos para treinar? Não deixe que essa desculpa te atrapalhe na hora de fechar um novo contrato. Existem  várias opções de treinamentos além da tradicional musculação. Um treino metabólico pode oferecer resultados incríveis ao seu cliente utilizando-se de pouquíssimos minutos.

6 – Não perca tempo de aula no aquecimento.  

Algumas professores perdem mais tempo preparando seus clientes para o treino, do que realmente desenvolvendo um treinando efetivo. Alguns minutos de aquecimento geral (Esteira, Elíptico, Bike) ou balístico são ótimas opções que seu cliente pode fazer sozinho antes de você chegar para aula.

7 – Observe como seu cliente segura na Barra/Halteres ao fazer cada exercícios. 

Manter uma empunhadura firme na barra com suas mãos durante os exercícios, irá proporcionar ao seu cliente uma maior ativação muscular e confiança durante o movimento.

8 – Sempre troque os estímulos. 

Procure sempre oferecer uma boa variação de estímulos no treino do seu cliente, como: trocar barras por halteres, exercícios calistênicos, amplitude, velocidade, isométricos, tensionais metabólicos, etc. 

9 – Incentive seu cliente a realizar outras atividades além dos seus treinos. 

Caso seu cliente treine de 3 a 4 dias por semana sob sua supervisão, procure incentivar ou disponibilizar outras atividades nos dias restantes, como caminhadas por exemplo. 

10 – Cuidado ao deixar seu cliente tempo demais na academia. 

Você só estará gerando malefícios ao músculos do seu cliente se insistir em treinos longos e demorados, podendo criar um ambiente favorável ao overtraining, causando inúmeros problemas ao organismo dele.

11 – Ensine seu cliente a escutar o próprio corpo. 

Caso seu aluno relate que não está se sentindo muito bem, talvez não seja uma boa ideia incentivá-lo a treinar. Dependendo do treino e da intensidade,  o corpo necessita muito mais do que 24h para uma recuperação total para um novo estímulo. É muito importante que seu cliente aprenda a interpretar os sinais que o organismo irá mostrar em relação aos treinos aplicados.

12 – Cuide bem das articulações do seu cliente. 

Ombros e joelhos estão entre as articulações que mais se lesionam durante os treinos. Mantenha uma boa atenção sobre esse aspecto com seu cliente, assim manterá ele saudável e sempre apto para os diferentes treinos.

13 – Manter seu cliente por horas na esteira está ultrapassado. 

Treinos de alta intensidade com curta duração, como o HIIT, são ótimas opções para perder gordura. São mais rápidos, a manutenção da massa muscular é ótima, e tudo em poucos minutos de treinamento. Não faça seu aluno perder horas preciosas de treino em uma esteira.

14 – Oriente seu cliente a dormir. 

É muito importante para os resultados programados que ele evite atividades inúteis no período noturno. O músculos irão agradecer muito.

15 – Informe seu cliente sobre o consumo de açúcar refinado. 

Se o objetivo do seu cliente for conquistar um físico harmonioso, limpo e saudável, já passou da hora dele eliminar este “item” da dieta.

16 – Converse com seu cliente sobre o consumo de suplementos alimentares inúteis. 

Oriente seu cliente sobre uma orientação por parte de um profissional da área da saúde antes de sair gastando dinheiro em suplementos importados e caros. Quase 80% dos frequentadores de academias nem sequer necessitam de suplementação alimentar, mas sim de uma reeducação. 

17 – Reforce a importância do profissional de educação física. 

Não deixe que seu cliente fique analisando, testando e tirando as dúvidas sobre o seu treino na internet. Procure desenvolver uma boa base teórica com seu aluno, e  preocupe-se em fazer com que ele entenda todos os processos e escolhas envolvidas no treino.

18 – Não deixe que seu cliente descarte um novo treino em menos de uma semana. 

É normal que um aluno ao iniciar um novo treino, ache motivos para desconfiar sobre a efetividade para alcançar o seu objetivo.  Quando se trata de prestação de serviço, é necessário que exista um constante trabalho de informação sobre os caminhos que estão sendo tomados. Não deixe que o senso comum do seu cliente sobressia ao seu conhecimento técnico.

19 – Converse com seu cliente sobre as referências dele. 

É preciso entender que cada pessoa é biologicamente diferente da outra, ou seja, o que funciona na pessoa que ele tem como referência de treino, não necessariamente funcionará em nele. É muito importante e saudável que seu cliente tenha boas referências para se sentir motivado, mas isso pode ser uma grande cilada se não for esclarecidos certos detalhes.

20 – Cuide do seu ambiente de trabalho.

Pessoas e ambientes negativas irão te arrastar para um buraco, e farão com que você duvide de sua própria capacidade profissional. Manter e utilizar ambientes saudáveis (mentalmente) é um grande diferencial na atuação profissional.

 

Interação Fitness
Felipe Kutianski
Felipe Kutianski Seguir

Professor de Educação física, pós-graduado em Bioquímica e Hatha yoga. Pioneiro da Calistenia na cidade de Curitiba, onde atuou como coordenador da Mahamudra Brasil, mantendo uma conexão única entre: Corpo, Mente, Espírito e Natureza.

Ler conteúdo completo
Indicados para você