[ editar artigo]

COMO O YOGA PODE ALTERAR SUA IMUNIDADE?

COMO O YOGA PODE ALTERAR SUA IMUNIDADE?

Quando pensamos em uma prática de yoga ou Tai Chi Chuan, é comum relacionar a um processo calmo, lento e poucas alterações fisiológicas, devido sua relação cultural com práticas recreativas. 

As mudanças ocorridas na forma que as pessoas enxergam essas práticas alternativas, veio decorrente da alteração do entendimento sobre a importância que estas modalidades apresentam com o processo de cura ou tratamento do corpo humano em relação a inúmeras patologias. Segundo Desikachar (2005), o sistema de cura é baseado no pressuposto de que um ser humano é único e interconectado, e que o yoga pode capacitar uma pessoa para se tornar ativo em sua própria cura, e que o estado de espírito de uma pessoa é centrado nesse processo de cura.

Por muito tempo, o distanciamento entre a atividade holística e o fundamento científico foi alimentado por grande parte da população e pelos profissionais que atuavam nesse segmento, entretanto, atualmente existe um movimento por parte dos profissionais da área da saúde para apresentar de forma mais clara e acessível os benefícios que estas práticas apresentam, e utilizando os caminhos da ciência moderna. Em seu estudo, Irwin (2008) reforça que a mente e os processos fisiológicos (incluindo a cura e doença), estão entrelaçados e já cientificamente comprovados. Ele concluiu que o estresse psicológico ou outras condições mentais adversas podem afetar vários sistemas fisiológicos e bioquímicos, entre eles, o sistema imunológico. Muitas variáveis  de agentes estressantes (agudos ou crônicos), podem agir de forma rápida por vias efetoras (resposta imunológica) e implicar em uma desregulação de diferentes parâmetros imunes, como vias inflamatórias e, assim, levar no desenvolvimento de algumas patologias.

Atualmente o Brasil encontra-se na segunda colocação entre os países com maiores níveis de estresse, e o terceiro em número de casos com "síndrome de Burnout". 

Devido ao crescimento das fatores que desencadeiam o sistema de estresse, os métodos MBT (mind–body therapies) estão granando mais força e entrada no mercado fitness e adeptos do lifestyle. Embora os mecanismos das ações ainda não estejam totalmente esclarecidos, alguns pesquisadores, como Falkenberg (2018) acreditam na redução do estresse em consequência destas prática, devido a modulação de um estado inflamatório ou um reforço decorrente a um comprometimento imunológico em condições de estresse agudo na vida. As atuais evidências sugerem que o yoga pode regular parâmetros pró-inflamatórios como apresentado por Chen (2018) e, portanto, podem ter um potencial elevado para o tratamento complementar e prevenção de doenças associadas à inflamação.

Nos últimos anos, várias pesquisas já apresentaram resultados significativos com a utilização de Mind–Body Therapies (principalmente o yoga), em fatores bioquímicos, fisiológicos e biomecânicos dos praticantes.

  • Melhora do níveis de flexibilidade e alongamento;
  • Desenvolvimento do ambiente hipertrófico da musculatura esquelética;
  • Redução dos valores de reserva dos adipócitos de gordura;
  • Reeducação postural com vantagens ergométricos;
  • Melhora da sensibilidade os indicadores de dor;
  • Retardamento do processo de osteoporose;
  • Aumento do fluxo sanguínea e irrigação cerebral;
  • Melhora do sistema linfático;
  • Diminuição da pressão arterial;
  • Controle nos níveis de cortisol e regularização das glândulas adrenais;

 

Não inventei:

R. I. Falkenberg; C. Eising; M. L. Peters. Yoga and immune system functioning: a systematic review of randomized controlled trials. Journal of Behavioral Medicine. Volume 41, pages 467–482(2018).

Desikachar, K. The yoga of healing: Exploring yoga’s holistic model for health and wellbeing. International Journal of Yoga Therapy, 15, 17–39 (2005).

Irwin, M. R. Human psychoneuroimmunology: 20 years of discovery. Brain, Behavior, and Immunity, 22, 129–139 (2008). 

Chen, P.-J. Effects of prenatal yoga on women’s stress and immune function across pregnancy: A randomized controlled trial. Complementary Therapies in Medicine, 31, 109–117. (2017).

 

 

 

Interação Fitness
Felipe Kutianski
Felipe Kutianski Seguir

Educador físico, pós-graduado em Bioquímica e Hatha yoga. Pioneiro da Calistenia na cidade de Curitiba, onde atuou como coordenador da Mahamudra Brasil, mantendo uma conexão única entre: Corpo, Mente, Espírito e Natureza.

Ler matéria completa
Indicados para você