[ editar artigo]

Mais do que exercício: um estilo de vida

Mais do que exercício: um estilo de vida

O conceito de saúde foi, durante muito tempo, entendido como a ausência de doenças. Em 1946 a Organização Mundial de Saúde (OMS) reformulou essa ideia e passou-se a entender saúde como "um estado de completo bem-estar físico, mental e social".

Uma visão holística que compreende o ser humano como um indivíduo complexo e dependente da harmonia e equilíbrio entre as diferentes áreas para que possa viver bem e com qualidade.

Só que por vários anos, tanto o público consumidor, quanto os profissionais do setor fitness, deram muito enfoque na parte do físico. Muitos estudos e muitas descobertas sobre fisiologia, biomecânica, métodos de treino, variáveis de treino, volume, intensidade, exercícios, modalidades, entre outras coisas.

Isso foi muito bom, pois desenvolveu grandemente a ciência do treinamento, permitindo que hoje a atuação do profissional seja mais eficiente, com melhor embasamento teórico e sem achismos ou suposições.

E algo que já vinha ganhando mais atenção nos últimos anos, e que passou por um grande destaque com a pandemia de 2020, foi a necessidade de investir não apenas em exercício, mas sim em um estilo de vida saudável.

A pandemia deixou bem claro algo que já era amplamente divulgado há anos: pessoas com estilo de vida saudável adoecem menos, se recuperam mais rápido, gastam menos em remédios e tratamentos e desfrutam de uma vida mais leve e feliz.

Sabemos que as consequências da pandemia são várias e de grandes proporções. Porém, como tudo na vida, pode servir como aprendizado, esse é um dos bons ensinamentos que a pandemia nos trouxe.

Um reflexo prático disso pode ser visto ao analisar as tendências do mercado fitness que o Colégio Americano de Medicina Esportiva divulgou para 2021. A pesquisa, feita com profissionais de educação física, especialistas do setor e gestores de academias e estúdios de treinamento, busca identificar as principais necessidades dos consumidores no mercado fitness.

Aqui no Brasil,  entre as 20 tendências, 4 são relacionadas à essa mudança de foco e se encontram entre as 10 primeiras. São elas Estilo de Vida Saudável, na 2ª colocação; Integração entre Fitness e Clínica, na 6ª colocação; Exercício Como Remédio, na 8ª colocação; e Coaching de Saúde e Bem-estar, na 10ª colocação.

Esse resultado aponta para uma mudança de comportamento, principalmente no ambiente virtual, que começa a romper com a exigência de corpos sarados, definidos e hipertrofiados. As principais influências deixarão de ser daqueles com abdômen trincado, braços enormes ou glúteos avantajados, e sim daqueles que apresentam conteúdo de valor, mostrando um dia a dia saudável, acessível e  realista.

E com isso vemos uma sociedade que aos poucos se preocupa menos com padrões de beleza e estética e mais com sua saúde e bem-estar, e que passa a enxergar o treinamento como mais do que exercício, um Estilo de Vida.

 

*Os textos produzidos pelo colaborador não expressam, necessariamente, a opinião dos outros participantes da comunidade, sendo 100% de responsabilidade do autor.

 

 

Interação Fitness
Jhomyr Modesto
Jhomyr Modesto Seguir

Personal Trainer (CREF 022900-G/PR) graduado pela Universidade Tecnológica Federal do Paraná. Desde 2011 atuo no segmento do fitness, especificamente com treinamento funcional e corrida de rua.

Ler conteúdo completo
Indicados para você