[ editar artigo]

PROFESSOR: como você aumenta a intensidade dos seus treinos?

PROFESSOR: como você aumenta a intensidade dos seus treinos?

Quando pensamos no aumento da intensidade dos treinos de nossos clientes, é inevitável levarmos em consideração a primeira sugestão que vem a mente: aumentar as cargas. Porém, essa deve ser uma das ultimas opções que você deve oferecer ao seu aluno. 

Existem inúmeras variações e caminhos que um professor pode sugerir para intensificar os treinos antes de ir lá colocar mais peso no supino ou cargas no legpress. Hoje vou fazer somente três (03) sugestões, que tenho certeza que irão lhe dar um novo horizonte de escolhas, antes de ir pedir ajuda as centenas de quilos de ferro dentro da sala de musculação.

Primeira sugestão: Amplitude

Testes realizados com levantadores de peso olímpico apontam um aumento significativo do segmento transverso da musculatura, utilizando apenas trabalhos com cargas abaixo de 50% da repetição máxima (RM). Os treinos foram desenvolvidos com total prioridade a amplitude do movimento e não pela carga em quilogramas.

Um estímulo utilizando apenas variações de amplitude articular, pode facilmente aumentar o transporte de fluidos e a capacidade mecânica das contrações musculares, sem necessidade do aumento da sobrecarga do exercícios.

Segunda sugestão: Velocidade

Outra opção que é de fácil aplicabilidade e controle e que poucos profissionais exploram com seus clientes, é a velocidade que seu aluno executa cada fase do movimento. Tudo dentro de um treino deve ser pensado pelo professor na hora de criar todo o seu plano de exercícios, isso inclui obviamente, a velocidade de execução.

Um resumo rápido: um treino com velocidade média de contração (2'' por 2") levaria a ganhos em toda a amplitude do movimento, além da possibilidade de redução dos riscos de lesões nos ligamentos, associados estatisticamente a velocidades mais rápidas.

Terceira sugestão: Intervalo

Um professor mais conservador ou tradicional, considerará um intervalo de recuperação para exercícios entre um a dois minutos, seguro cientificamente que os ganhos de força não serão comprometidos.

Entretanto, existe uma linha mais ousada e atualmente muito utilizada: treinos de predominância metabólica. Os treinos metabólicos são mais eficientes quando desenvolvidos com intervalos curtos de descanso entre as séries, pois o objetivo é aumentar as concentrações de metabólitos na região ativada pelo exercício. 

Por fim, lembre-se que não existe melhor ou pior método dentro do treinamento. Existe sempre aquele é que mais adequado e seguro para seu aluno. 

Até a próxima!

Interação Fitness
Felipe Kutianski
Felipe Kutianski Seguir

Educador físico, pós-graduado em Bioquímica e Hatha yoga. Pioneiro da Calistenia na cidade de Curitiba, onde atuou como coordenador da Mahamudra Brasil, mantendo uma conexão única entre: Corpo, Mente, Espírito e Natureza.

Ler matéria completa
Indicados para você