[ editar artigo]

Respiração: o que ela diz sobre você?

Respiração: o que ela diz sobre você?

Todo mundo sabe que respirar é uma ação essencial para nos mantermos vivos. Mas você já parou pra pensar como você respira?

Você sabia que o seu padrão respiratório dentro e fora do ambiente de atividade física pode dizer muito mais sobre você do que possa imaginar?

 

O que exatamente é a respiração?

Bom, primeiro vamos começar pelo conceito básico de respiração. Derivado do latim respiratĭo, respiração é a ação e o efeito de respirar: inalar e exalar ar através da boca, das cavidades nasais ou pela pele para se processarem as trocas gasosas ao nível dos pulmões.

Para os seres vivos aeróbios, a respiração é um processo fisiológico indispensável para a vida. Trata-se de um sistema de troca de gases com o ambiente que se pode desenvolver de várias formas (por via pulmonar, branquial, cutânea, celular, etc.).

Nosso sistema respiratório é composto por: órgãos, músculos, ossos e fáscias. Estes quando em equilíbrio, fornecem uma mecânica corporal e uma troca gasosa favorável que possibilitam nosso corpo se mover e interagir com o ambiente externo de forma mais tranquila e saudável. Quando em desequilíbrio, padrões errôneos e equivocados de respiração, podem trazer dores, má postura e deficit mecânico no padrão de marcha e atividades simples do dia a dia. 

Atualmente, já se sabe que a fáscia (tecido conectivo que envolve músculos, ossos e ligamentos - e que será assunto de um próximo artigo) que passa pelo diafragma, tem ligação desde a ponta do pé ao topo da cabeça.

Então, muitas vezes a dor que você sente no pescoço ou até mesmo no quadril pode ter relação com a mecânica ineficiente do seu diafragma (músculo importantíssimo para respiração) enquanto você respira.

 

Como melhorar a minha respiração?

Hoje em dia, existem várias possibilidades de tratar e melhorar sua capacidade respiratória, seja através de técnicas de fisioterapia (RTA - reeducação toraco-abdominal -, RPG, osteopatia, Rolfing) que podem ajudar no equilíbrio e funcionamento adequado de músculos, fáscias e vísceras ou, através da prática especifica de exercícios respiratórios, como o método Wim Hof.

Por isso, procurar conhecer o seu padrão respiratório no dia a dia pode fazê-lo entender muito mais sobre você e o que se passa no seu corpo. Práticas como pilates, yoga, ginástica natural e meditação ajudam a trazer mais consciência em relação a isso. Esportes como natação, mergulho, nado sincronizado, por exemplo, tem relação direta com o funcionamento da respiração. 

E aí, vamos dar mais atenção para nossa respiração?

Interação Fitness
Priscilla Severo Cortez
Priscilla Severo Cortez Seguir

Educadora física, instrutora de Pilates e apaixonada por esportes, trabalhou durante anos no Brasil com pilates, treinamento funcional e personal training. Mora hoje nos Países Baixos e atua como wellness coach promovendo saúde através do movimento.

Ler conteúdo completo
Indicados para você